Voltar Página inicial Diminuir tamanho das letras Aumentar tamanho das letras Versão para impressão

Destruição da CLT

Temer irá fazer uma Reforma Trabalhista, eliminando os principais dispositivos hoje presentes na Consolidação das Leis do Trabalho.

Entre as ações já anunciadas, estão:

  • Flexibilização da jornada e salário
  • Prevalência da negociação coletiva para tratar de temas como salário e tamanho da jornada dos trabalhadores;
  • Regulamentação da terceirização ampla, geral e irrestrita, fazendo com que as empresas sejam desobrigadas a contratar profissionais diretamente. Os terceirizados recebem salários 24,7% menores que os dos efetivos, permanecem no emprego pela metade do tempo, além de ter jornadas maiores. Estão mais expostos a condições degradantes, que levam ao adoecimento físico e psíquico, além de ter maior propensão a acidentes laborais e calotes trabalhistas;
  • Outra medida de Temer é tornar permanente o Programa de Proteção ao Emprego, que permite a redução da jornada de trabalho e de salários de funcionários de empresas em dificuldades financeiras para evitar demissões – uma alternativa, que virará regra, atacando a remuneração de muitos trabalhadores.
Voltar Página inicial Diminuir tamanho das letras Aumentar tamanho das letras Versão para impressão